Como exilados de um céu distante: Antero de Quental e Giacomo Leopardi